Número total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Eu comigo



A minha personalidade foi definida por um psiquiatra como "controladora", portanto se eu disser que estou na minha praia, não me sinto assim tão egoista. Para suavizar posso dizer que aqui está ela só para mim.


Eu o mar e sol. Tento ler mas para já não consigo. Preciso da fusão com cada grão de areia de sentir a brisa e o cheiro. E fico assim neste tupor deslumbrada com esta paz e calmaria. Neste longe e perto de mim, sem medo de me enfrentar.




 Entro no mar frio e sabe bem. Limpo as minhas pedras, a minha alma e o meu corpo. Agradeço o regresso e o prazer deste sentir há tanto esperado. Perco-me e encontro-me em pensamentos. Pessoas, lugares, outros mares. E há barcos à vela lá ao fundo. As emoções chegam em forma de lágrimas serenas.




Percebo que a minha filha me faz falta, aqui e agora, a nossa cumplicidade é bonita e é-me fundamental.
Vou sonhando...como consigo ser uma mulher adulta, mãe, profissional, (forte) prática? Quero sereias, príncipes encantados, amantes longínquos e contos de fadas.
Há tantas outras em mim... 

2 comentários:

Isabel Augusto disse...

"Ha tantas outras em mim..."

:))
Entao deixa-as brincar contigo ;)

Luísa Lopes disse...

E deixo! :))