Número total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Quem és tu?




Do fundo do meu ser
exala o teu odor,
como a terra molhada nos dias de chuva.
A tua ausência, está presente
nos ecos da memória
e  procuro-te em cada pétala de flor
em cada vôo dos pássaros
em cada onda do mar
em cada nascer do sol.
Adormeço a sussurrar o teu nome
e acordo com o teu chamado.
Tenho medo que o tempo te apague
E piso a vida... à espera.
Sei que estás onde não sei...
Envergonho-me, porque não sei quem és!

(Escrito em 24-08-2010)

2 comentários:

Ana disse...

Mim, gostar. Muito!!!!

Beijo.

Anónimo disse...

:))