Número total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Tá a acordar p'ra vida




Eu juro que ando a fazer um esforço sobrenatural para ser, no mínimo, correcta com os outros.
Até defendo a teoria de que ninguém nasce com mau carácter. A sério! Insisto estupidamente que a vida transforma e tal, que a pessoa é assim e assado porque isto ou aquilo. E escarafuncho até encontrar a causa, canso-me a defender e arranco os cabelos para justificar.

Ai que trabalheira!! Que cansaço!!
Para chegar à conclusão que a minha primeira impressão estava certa, que invento pessoas que não existem e que lugares cativos na minha vida só tem quem EU escolho. É que depois, uma vez que se faz luz, pareço um farol e pronto, a coisa dá-se. É que nem vale a pena. Ohhhhhhh...morreu!!!!

Portanto(s) pessoas, comprem espelhos, façam psicanálise, afoguem-se... e, porr favor, não mostrem mais do mesmo porque já conheço. Não, obrigada. É que nem quero saber.

Além disso qualquer semelhança entre mim e a Madre Teresa de Calcutá, é mera coincidência.


1 comentário:

Coisas de Feltro disse...

Pois eu defendo que o mau carácter já nasce com a pessoa. Só espera o momento certo para se revelar.
Não tenho o teu optimismo. Mas ainda bem que o tens e espero que não o percas, apesar de todas as desilusões.
Beijinhos