Número total de visualizações de página

terça-feira, 7 de junho de 2011

Não importa

Estes últimos dias não têm sido nada fáceis. Entre viagens à minha alma, às minhas memórias, ao meu passado,  até uma chuva e frio persistentes, tudo tem contribuido para que eu ande macambúzia.
No entanto, não abdico de mim, da pessoa que sou, por inteiro, cheia de defeitos. Não abdico, porque sou verdadeira comigo , a quem devo a máxima das fidelidades. Sofrimento (ou não) à parte, não quero ser outra e, gosto destes meus reencontros. De vez em quando pareço adormecer, cair no meu próprio esquecimento, porque a vida é feita de escolhas e tem que haver um tempo para tudo. Para as alturas certas.
Quem me conhece sabe que sou assim. Respeita os meus espaços e sabe ainda que quem passa docemente na minha vida, tem sempre um canto à espera, um beijo, um abraço. Não importa que o tempo e o espaço nos separe.
Não importa mesmo.
Chove que se farta...

2 comentários:

Utena disse...

Vai... tem o teu tempo e volta!
Beijos gosto muito de ti

Ana disse...

Preciso comentar?...
Entendo perfeitamente.
No entanto, continuou a reencontrar-me em ti e contigo, o que tem uma certa piada;)
Beijos.
Amo-te.