Número total de visualizações de página

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Vou por aí





Há algum tempo que não escrevo o que me vai na alma, o que me inquieta e angustia. Nem posso, por respeito a mim mesma, que isto de dizer tudo como os malucos é complicado.
De uma ponta à outra são tantas as "coisinhas" que talvez seja por isso mesmo. Não cabe num qualquer texto, não tem lugar numa qualquer conversa.
Encurralada talvez seja a palavra do momento. Impotente também. Mas ainda tenho saúde, o bem mais precioso. Não tenho capacidade de resposta para uma série de coisas, mas acredito em melhores dias, em projectos a desenvolver. Apesar de tudo vou aproveitar os "presentes" que a vida me proporciona, sem culpas.
Viagens são o que se segue. Tesa mas viajada. E quero lá saber se até me criticam por ir por aí. São coisas que a vida proporciona que eu agradeço e me fazem feliz por fugazes momentos que é o que importa. Já estou como a gaja da mala, se não for roubar para a ter, até pode ter trezentas e cinquenta e quatro, que não tenho nada a haver com isso.
Isto também me leva a ter outros pensamentos, mas isso agora não interessa nada. Lá está, não caberia aqui, não os entenderia o comum dos mortais.
Não, não é Brasil nem Maldivas, Punta Cana ou mesmo Dubai, até porque eu queria mesmo era ir à Escócia e Irlanda, mas ainda não é desta.
Sendo assim, vem aí Florença (presente do marido pelos meus 50 anos), Londres (aproveitando uma reunião de negócios) e o meu amado Portugal que não tem nada de novo e por isso mesmo não me desilude, só mesmo o estado da Nação me entristece.
O céu é o mais azul do mundo, os amigos os melhores que se pode ter e depois aquelas coisas básicas, como o café, o pão...o cheiro, o mar.
A minha casa.


2 comentários:

Coisas de Feltro disse...

A sério? Florença? É que é onde eu iria primeiro, se fosse a Itália! Não sonho com Veneza, como quase toda a gente. Quero ver fotografias depois, ai isso quero :))

Luísa Lopes disse...

Roma também me chama, mas agora é Florença. De Veneza já ouvi tudo, que é fabulosa, que cheira que não se aguenta...
Nem me fales em fotos, nem vou saber por onde começar, eheheheh